segunda-feira, 18 de setembro de 2017

A bolsa está cara.

"A bolsa está cara" "A bolsa está cara" "A bolsa está cara" "A bolsa está cara" "A bolsa está cara" "A bolsa está cara" "A bolsa está cara" "A bolsa está cara" "A bolsa está cara" "A bolsa está cara" "A bolsa está cara"

Isso não sai da minha cabeça. O problema é que to pensando isso desde os 72k e continua avançando.

Aqui que entra o importante. Esses níveis são barreiras psicológicas, mas que não significam lá muita coisa. Acho que nem faz sentido ficar tentando projetar algum nível e nem atualizar o índice histórico com algum indexados, seja ele CDI, IPCA, dólar, ouro ou qualquer outra coisa.

O problema do momento atual é que agora aparecem os advinhas de plantão pregando IBOV a 80 mil, 90, 100 etc. É nessa hora que você vê na tv, revistas e jornais, um povo que nunca falou de bolsa ficar falando maravilhas da renda variável.

Agora o que realmente importa. Está cara pra mim. Como um todo. Vejo pouquíssimas empresas descontadas, ainda que eu veja um número razoável de empresas que são boas o suficiente pra valer a pena, apesar do preço. Estive mais otimista com crescimento econômico este ano todo. Estou 100% renda variável praticamente desde o impeachment. Ainda que eu tenha demorado demais pra montar a carteira, devia ter sido mais rápido. Mas, a perspectiva para o Brasil não me parece boa. Essa valorização das bolsas ao redor do mundo tem total ligação com o excesso de liquidez global e a gente ainda entrou atrasado na festa poque tínhamos uma Dilma no meio do caminho. O problema é que eu vejo, além de uma situação muito desconfortável para o Brasil com a eleição do ano que vem, os BCs do mundo correndo daqui pouco tempo pra diminuir seus programas de compras ou seus balanços. Não sei se vai chegar ao ponto de "estourar uma bolha", mas acho que o efeito combinado disso é bem ruim para a nossa bolsa.

Mas, vejam, eu destaque o "pra mim" no parágrafo anterior. Ninguém tem a mínima ideia de como prever os preços. Pode acontecer de tudo. Pode ir pra 90 antes de despencar pra 50. Pode ir pra 150.
Continuo com grande parte do patrimônio em renda variável. Minha carteira de FIIs resolveu andar bem neste mês. Fiz um trade ótimo em ITSA e recentemente comprei SUZB para "proteger" a carteira com dólar.

A verdade é que a gente não deve tentar antecipar nem desafiar o mercado. Este "ente" mercado vai pra onde ele quiser, mesmo que não faça "sentido". A questão chave é margem de segurança.

12 comentários:

  1. Eu tb acho q a hora de entrar na bolsa com relativa segurança já passou

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É tudo questão de perfil. E principalmente de investir em empresas boas.

      Excluir
    2. É hora do stock pincking, coisa que pouca gente sabe fazer (eu não sei,rs, apenas tento). Comecei a comprar umas coisas estranhas como FJTA3, BSEV3 e VIVR3, engraçado que até estas tranqueiras estão subindo loucamente. O fluxo agora está indo para as micro-caps, as blue chips já estão cansadas.

      Abraço!

      Excluir
    3. Concordo Uó.

      E ao mesmo tempo, quando vejo essas micro e small subindo loucamente eu fico mais assustado ainda em termos de níveis de preços. É o maior sinal de desavisados (que não é o seu caso, obviamente) entrando na aventura da bolsa. A hora que vem a pancada, esse povo não segura e aí os preços recuam mais ainda.

      abraço

      Excluir
  2. ED,

    Como o post que escrevi hoje falando do Índice de inflação, o mesmo deve ser aplicado ao seu Índice de investimentos em bolsa. Não é que necessariamente "A bolsa está cara", tem que avaliar a empresa, por exemplo, se olhar BBSE3 vai perceber que ela está no mesmo patamar de quando o Ibov estava em 67k.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BPM,
      Como eu disse no post. Não vejo sentido em corrigir índice por qualquer indexador que seja. É conversa pra boi dormir isso. Vc acha que o mercado ignora a inflação ou o CDI ao longo do tempo pra formar os preços? Provavelmente não. Ou seja, deflacionar o índice nao faz sentido pra mim. Questão de opinião.

      Agora,

      Acho que inflação é algo interessante de acompanhar a sua carteira como um todo. Isso pq eu gosto de ter uma base, pq o ideal mesmo é construir sua própria cesta para calcular sua própria inflação. Eu sempre digo que minha meta de rentabilidade é bater o cdi+ipca. É puramente psicológico, mas acho importante trabalhar com metas e comparar com outras coisas.

      Eu analisei o ibov como um todo. De novo, me parece caro, mas nada impede de ficar mais caro. Ou por eu estar errado ou por o mercado "querer" que fique mais caro. É subjetivo. Mas, realmente, tem ações ainda com algum desconto, quase nada, mas tem. E outras boas "a qualquer preço". Mas, no conjunto acho caro. Ao mesmo tempo, venho repetindo nos posts que tem fluxo da renda fixa vindo por ai. Então, pode ate subir mais. Mas, analisar os preços em "termos reais", como se o próprio mercado já nao se ajustasse sozinho, eu acho conversa de analista de sell side haha

      Abraço

      Excluir
  3. Ainda há algumas oportunidades, mas são poucas é preciso ter cuidado, há muito menos oportunidades que há 2 anos atrás, porque muitas ações já valorizaram muito.

    É bom sempre ter um caixa em dinheiro com liquidez diaria, para o caso que a bolsa caia muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é,

      Vejo pouca coisa aí disponível e mesmo assim com pouca margem. Mas, como disse na reposta ao Senhor Bufunfa, depende muito do perfil. Se vc quiser montar uma carteira de longo prazo, geradora de dividendos, tem muita coisa por ai. Se quiser algum trade mais rápido já acho arriscado. Varia muito o objetivo e estratégia de cada um.

      A bolsa tá cara para minha estratégia. Para de outros colegas é provável que não.

      Meu medo é quem tá entrando na onda caindo no papo de analistas das infomoneys da vida. Esse cara geralmente não tá disposto a aguentar muita pancada.

      abraços

      Excluir
  4. Na minha opinião, totalmente embasada em "feeling", a bolsa ainda vai subir. Porém, se bater em 100k vai acontecer alguma merda. 70k, 80k, até 90k dá pra segurar. Mas se bater em 100k o negócio não se sustenta. Todo mundo sabe que a bolsa tá subindo por especulação e não por crescimento das empresas.

    Eu vejo uma possível queda da bolsa como uma oportunidade pra mim. Ainda estou montando minha carteira e a possibilidade de poder comprar descontado no futuro me anima. Com as empresas que eu tenho na carteira estou seguro. Só tenho peso pesado com altos lucros e dívidas mais que controladas.

    Essa é minha visão da situação...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo IW. Quedas são oportunidades, aliás são ótimas pra quem ainda tá montando a carteira.

      Quanto ao "feeling" é a mesma coisa que esses analistas famosos fazem. Pq projeção de preço é simplesmente impossível haha.

      abraço e obrigado.

      Excluir
  5. Enquanto isso, eu querendo entrar "mais forte" em FIIs e os preços estão nas alturas também..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O IFIX como um todo pra mim tá até mais esticado que o IBOV, mas acho que nos FIIs tem mais oportunidades, Selic no chão já começo a ver com bons olhos voltar a entrar nos fundos de papel por exemplo. Se tiver uma estrategia de longo prazo bem desenhada dá ainda pra entrar. Acho que o mercado imobiliário ainda não entrou forte em recuperação. O rally pós impeachment foi em grande parte recomposição das quedas anteriores e expectativa de melhora. Acho o mercado imobiliário mais resiliente. Claro que a incerteza política do ano que vem pode maltratar um poucos os FIIs como eu acho que vai maltratar as ações, mas talvez caiam menos.

      abraço

      Excluir